Pesquisa Nibelung´s Alliance

Carregando...

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Comunicado Nibellung's Alliance

Olá a todos, estou aqui para comunicar que por motivos pessoais "Tempo", estamos deixando de postar novidades no blog.

Acompanhando o e-mail vi muitas pessoas agradecendo pelo conteúdo e pedindo para não pararmos de postar. O site nasceu com o intuito de juntarmos informações sobre a fé num único lugar e tivemos o apoio de muitos seguidores e isso não morreu ainda.

Agradeço o apoio de todos nossos leitores pelos elogios mandados e pedidos, iremos continuar assim que possível, até la deixo também o convite, a um tempo atrás buscamos um novo autor, infelizmente sem sucesso, quem quiser ajudar na causa de juntar informações uteis a seguidores do Odinismo ou Celtismo, entre em contato conosco. Toda informação é bem vinda!


terça-feira, 24 de junho de 2014

Crônica anglo-saxônica (1-748 d.C)


Trad. e notas: Robert Brian Taylo
Revisão histórica: Luciano Vianna
Revisão final: Ricardo da Costa. 

A ilha de Bretanha mede 800 milhas em comprimento e 200 milhas em largura.¹ Nessa ilha existem cinco nações: a inglesa, a galesa (ou britânica)², a escocesa, a picta e a latina. Os primeiros habitantes foram os britânicos, que vieram da Armênia³ e povoaram primeiramente o sul da Bretanha. Então os pictos vieram para o sul de Cítia, com navios compridos, embora não muitos e, ao aportarem primeiro no norte da Irlanda, disseram aos escoceses que precisavam lá habitar. Mas não lhes foi dada permissão, pois os escoceses disseram que não seria possível todos viverem ali. “Mas”, disseram os escoceses, “mesmo assim podemos lhes aconselhar. Nós conhecemos uma outra ilha ao leste daqui. Lá vocês podem viver, se assim desejarem, e nós lhes ajudaremos a conquistar aqueles que se opuserem a vocês”.

Então os pictos foram e penetraram nessa terra ao norte. O sul era povoado pelos britânicos, como nós já dissemos antes. E os pictos tomaram mulheres escocesas como esposas, sob a condição de que sempre escolhessem os seus reis do lado feminino.4 E isso eles têm continuado a fazer desde então. E aconteceu que, com o decorrer dos anos, um grupo de escoceses foi da Irlanda para a Bretanha, e lá adquiriram uma parcela de terras. O seu líder era chamado Reoda5, e foi dele que pegaram o nome de dalreodis (ou dalreatianos).

(...)

189 d. C. – Nesse ano Severo veio para o Império; ele entrou na Bretanha com seu exército e, na batalha, subjugou uma grande parte da ilha. Então ele elaborou um muro largo em um morro de relva, de mar a mar, para a defesa dos britânicos. Ele reinou por dezessete anos, e terminou os seus dias em York. Seu filho, Bassiano, o sucedeu no Império. Seu outro filho, que morreu, chamava-se Geta. Nesse ano, Eleutério assumiu o bispado de Roma e ocupou-o honrosamente por quinze invernos. Lúcio, rei dos britânicos, escreveu cartas a ele, e rezou para ser feito cristão. Ele obteve seu pedido e assim eles continuaram seguindo a fé correta até o reinado de Diocleciano.

199 d. C. – Nesse ano foi encontrada a Santa Cruz.6

283 d. C. – Nesse ano sofreu Santo Albano, o Mártir.

343 d. C. – Nesse ano morreu São Nicolau.

379 d. C. – Nesse ano Graciano sucedeu no Império.

381 d. C. – Nesse ano Máximo, o César, veio para o Império. Ele nasceu na ilha da Bretanha, quando então passou para a Gália. Lá ele matou o Imperador Graciano e expulsou seu irmão de seu país (Itália), cujo nome era Valentiniano. Depois, esse mesmo Valentiniano organizou um exército e matou Máximo, assim conquistando o Império. Foi mais ou menos nessa época que surgiu o erro de Pelágio no mundo.

418 d. C. – Nesse ano, os romanos colheram todos os estoques de ouro que estavam na Bretanha7; alguns eles esconderam na terra para que nenhum homem pudesse depois encontrá-los, e outros eles carregaram com eles para a Gália.

423 d. C. – Nesse ano, Teodósio, o mais jovem, sucedeu no Império.

429 d. C. – Nesse ano, o bispo Paládio foi enviado aos escoceses pelo papa Celestino, para que ele estabelecesse a sua fé.

430 d. C. – Nesse ano, Patrício foi enviado pelo papa Celestino para pregar o batismo entre os escoceses.

435 d. C. – Nesse ano, os godos saquearam a cidade de Roma, e desde então os romanos nunca mais reinaram na Bretanha. Isso ocorreu mais ou menos mil cento e dez invernos após ela ter sido construída. Na Bretanha, eles reinaram um total de quatrocentos e setenta invernos, desde que Caio Júlio primeiramente procurou essas terras.

443 d. C. – Nesse ano, os britânicos atravessaram o mar para Roma, e suplicaram por ajuda contra os pictos. Mas eles não tiveram êxito, pois os romanos estavam em guerra contra Átila, rei dos hunos. Os romanos os enviaram para os anglos, e lá eles solicitaram o mesmo dos nobres daquela nação.

444 d. C. – Nesse ano morreu São Martinho.

448 d. C. – Nesse ano João, o Batista, mostrou sua cabeça para dois monges que vieram do país do leste para Jerusalém para rezarem no local que outrora foi o palácio de Herodes.8

449 d. C. – Nesse ano Marciano e Valentiniano assumiram o império e reinaram por sete invernos. Durante seu reinado, Hengist e Horsa, convidados por Wurtigern, rei dos britânicos, para ajudá-lo, aportaram na Bretanha em um local chamado Ipwinesfleet. Primeiramente vieram para apoiar os britânicos, mas depois lutaram contra eles. O rei os ordenou para lutarem contra os pictos, e assim fizeram, e obtiveram a vitória sobre todos que enfrentaram. Então eles se comunicaram com os anglos, desejando que enviassem mais ajuda. Eles descreveram a inutilidade dos britânicos, e a riqueza das terras. Então eles enviaram mais ajuda. E então vieram os homens de três poderes da Alemanha; os velhos saxões, os anglos, e os jutos. Os homens de Kent, os Wightwarians (isto é, a tribo que agora habita a Ilha de Wight), e os parentes em Wessex que os homens ainda chamam de parentes dos jutos, são descendentes dos Jutos. Dos Velhos Saxões vieram os povos de Essex e Sussex e Wessex. Da Ânglia, que desde então permaneceu abandonada entre os jutos e os saxões, vieram os anglos do Leste, os anglos do Meio, os mercianos, e todos aqueles ao norte de Humber. Os seus líderes eram dois irmãos, Hengist e Horsa; que eram os filhos de Wihtgils; Wihtgils era filho de Witta, Witta de Wecta, Wecta de Woden. E do Woden surgiu todo o nosso parentesco real, e dos sulúmbrios também.

449 d. C. – E nos seus dias, Vortigern convidou os Anglos para cá, e eles vieram para a Bretanha em três ceols, no local chamado de Wippidsfleet.

455 d. C. – Nesse ano Hengist e Horsa lutaram contra o rei Wurtgern, no local chamado Aylesford. Seu irmão Horsa foi morto lá, e depois Hengist assumiu o reinado com o seu filho Esc.

457 d. C. – Nesse ano Hengist e Esc lutaram com os britânicos no local chamado Crayford, e lá mataram quarto mil homens. Os britânicos então abdicaram da terra de Kent, e em grande consternação fugiram para Londres.

465 d. C. – Nesse ano Hengist e Esc lutaram com os galeses, próximo de Wippedfleet; e lá mataram doze líderes, todos galeses. De seu lado na batalha havia um thegn que foi morto lá, e cujo nome era Wipped.

473 d. C. – Nesse ano Hengist e Esc lutaram com os galeses, e levaram enorme butim. E os galeses fugiram dos ingleses como do fogo.

477 d. C. – Nesse ano veio para a Bretanha o Ella, com os seus três filhos, Cymen, e Wlenking, e Cissa, em três navios. Eles aportaram em um local que é chamado Cymenshore. Lá eles mataram muitos dos galeses, e alguns que fugiram foram forçados para dentro de uma floresta chamada Andred'sley.

482 d. C. – Nesse ano o abençoado Abade Benedito brilhou nesse mundo através do esplendor daquelas virtudes que o bendito Gregório registra no Livro dos Diálogos.

485 d. C. – Nesse ano Ella lutou com os galeses perto de Mecred's-Burnsted.

488 d. C. – Nesse ano Esc subiu ao trono e ele foi rei dos homens de Kent por vinte e quarto invernos.

490 d. C. – Nesse ano Ella e Cissa sitiaram a cidade de Andred, e mataram todos viviam nela. Nenhum britânico sobreviveu.

495 d. C. – Nesse ano dois líderes vieram para Bretanha, Cerdic e Cynric seu filho, com cinco navios, em um local chamado Cerdic's-ore. E eles lutaram com os galeses no mesmo dia. Aí ele morreu, e o seu filho sucedeu-o no governo, e reinou por vinte e seis invernos. Depois ele morreu, e Ceawlin, seu filho o sucedeu, e reinou por dezessete anos. Depois ele morreu, e Ceol o sucedeu e reinou por cinco anos. Quando ele morreu, Ceolwulf, seu irmão, o sucedeu, e reinou por dezessete anos. A sua família vai para Cerdic. A seguir, o irmão de Ceolwulf, Cynebils, assumiu o reino e reinou por trinta e um invernos. E ele foi o primeiro dos reis da Saxônia do Oeste a ser batizado. A seguir, Cenwall, filho de Cynegils, assumiu e reinou por trinta e um invernos. Depois foi a Sexburga, a sua rainha quem governou por um ano depois dele. A seguir foi Escwine quem sucedeu o reino, e sua família vai para Cerdic. Ele reinou por dois anos. Depois, Centwine, o filho de Cynegils, sucedeu o trono no reino dos Saxões do Oeste, e reinou por nove anos. A seguir, Ceadwall sucedeu ao governo, e sua família vai para Cerdic e ele reinou por três anos. Depois Ina sucedeu ao trono dos Saxões do Oeste. A família vai para Cedric, e ele reinou pr trinta e sete invernos. Depois sucedeu Ethelheard, cuja família vai para Cerdic e ele reinou por dezesseis anos. Depois sucedeu Cuthred cuja família vai para Cerdic e ele reinou por dezesseis invernos. Depois sucedeu Sigebriht, cuja família vai para Cerdic e ele reinou um ano. A seguir veio Cynwulf, cuja família vai para Cerdic, e ele reinou por trinta e um invernos. Depois veio Brihtric, cuja família vai para Cerdic, e ele reinou por dezesseis anos. A seguir Egbert sucedeu ao trono, e reinou por trinta e sete invernos mais sete meses. Depois veio Ethelwulf, seu filho, e ele reinou por dezoito anos e meio. Ethelwulf era o filho de Egbert, Egbert de Ealmund, Ealmund de Eafa, Eafa de Eoppa, Eoppa de Ingild, Ingild de Cenred (Ina de Cenred, Cuthburga de Cenred, e Cwenburga de Cenred), Cenred de Ceolwald, Ceolwald de Cuthwulf, Cuthwulf de Cuthwine, Cuthwine de Celm, Celm de Cynric, Cynric de Creoda, Creoda de Cerdic. Depois veio Ethelbald, o filho de Ethelwulf, e ele assumiu o reino por cinco anos. A seguir, o seu irmão Ethelbert sucedeu e reino cinco anos. Aí veio Ethelred, o seu irmão, e reinou por cinco anos. Depois veio Alfred, o irmão deles, e ele governou. E então haviam passado vinte e três invernos de sua idade, e trezentos e noventa e seis invernos desde que a sua família havia ganhado pela primeira vez a terra de Wessex dos galeses. E ele manteve o poder por vinte e oito invernos e meio. E daí Edward, o filho de Alfred, assumiu e reinou por vinte e quarto invernos. Quando ele morreu, então sucedeu Athelstan, o seu filho, e ele reinou por catorze anos e sete semanas e três dias. Depois veio Edmund, seu irmão, e ele reinou por seis anos e meio, faltando duas noites. A seguir sucedeu Edred, seu irmão, e ele reinou por nove anos e seis semanas. Aí veio Edwy, o filho de Edmund, e reinou por três anos e trinta e seis semanas, faltando dois dias. Quando ele morreu, ele foi sucedido por Edgar, seu irmão, e ele reinou por dezesseis anos e oito semanas e duas noites. Quando ele morreu, Edward, o filho de Edgar, o sucedeu, e ele reinou (...)

501 d. C. – Nesse ano Porta e seus dois filhos, Beda e Mela, vieram para Bretanha com dois navios, em um lugar chamado Portsmouth. Eles logo aportaram, e mataram no local um britânico jovem de elevada condição social.

508 d. C. – Nesse ano Cerdic e Cynric mataram um rei britânico, cujo nome era Natanleod, e os cinco mil homens que estavam com ele. Depois disso, a terra foi chamada Netley, dele até Charford.

509 d. C. – Nesse ano São Bento, o abade, pai de todos os monges, subiu para o céu.9

514 d. C. – Nesse ano os Saxões do Oeste vieram para a Bretanha, com três navios, no local hoje chamado de Cerdic's-ore. E Stuff e Wihtgar lutaram com os britânicos, e os colocaram para correr.

519 d. C. – Nesse ano Cerdic e Cynric assumiram o governo dos Saxões do Oeste; naquele mesmo ano, eles lutaram com os britânicos em um local agora chamado de Charford. Daquele dia em diante os filhos dos reis de Saxônia do Oeste reinaram.

527 d. C. – Nesse ano Cerdic e Cynric lutaram com os britânicos no local chamado Cerdic's-ley.

530 d. C. – Nesse ano Cerdic e Cynric tomaram a ilha de Wight, e mataram muitos homens em Carisbrook.

534 d. C. – Nesse ano morreu Cerdic, o primeiro rei dos Saxões do Oeste. Seu filho Cynric assumiu o governo e reinou por vinte e seis invernos depois. E eles deram toda a Ilha de Wight para os seus sobrinhos, Stuff e Wihtgar.

538 d. C. – Nesse ano teve um eclipse do sol, catorze dias antes das calendas de março, de antes do amanhecer até as nove.

540 d. C. – Nesse ano teve um eclipse do sol no décimo segundo dia antes das calendas de julho, e as estrelas se mostraram cheias quase meia hora depois das nove.

544 d. C. – Nesse ano morreu Wihtgar; e os homens enterraram-no em Carisbrook.

547 d. C. – Nesse ano Ida começou o seu reinado; e disso surgiu primeiramente a família real dos nortúmbrios. Ida era o filho de Eoppa, Eoppa de Esa, Esa de Ingwy, Ingwy de Angenwit, Angenwit de Alloc, Alloc de Bennoc, Bennoc de Brand, Brand de Balday, Balday de Woden. Woden de Fritholaf, Fritholaf de Frithowulf, Frithowulf de Finn, Finn de Godolph, Godolph de Geata. Ida reinou por doze anos. Ele construiu o Castelo de Bamburgh, que foi cercado primeiro com uma sebe, e depois com uma parede.

552 d. C. – Nesse ano Cynric lutou com os britânicos no local agora chamado de Sarum, e os afugentaram. Cerdic era o pai de Cynric, Cerdic era o filho de Elesa, Elesa de Esla, Esla de Gewis, Gewis de Wye, Wye de Frewin, Frewin de Frithgar, Frithgar de Brand, Brand de Balday, Balday de Woden. Nesse ano nasceu Ethelbert, o filho de Ermenric, o qual foi batizado no trigésimo segundo ano de seu reinado, e primeiro de todos os reis na Bretanha.

556 d. C. – Nesse ano Cynric e Ceawlin lutaram com os britânicos em Beranbury.

560 d. C. – Nesse ano Ceawlin assumiu o governo dos Saxões do Oeste; e Ella, com a morte de Ida, o dos nortúmbrios; cada um reinou trinta invernos. Ella era o filho de Iff, Iff de Usfrey, Usfrey de Wilgis, Wilgis de Westerfalcon, Westerfalcon de Seafowl, Seafowl de Sebbald, Sebbald de Sigeat, Sigeat de Swaddy, Swaddy de Seagirt, Seagar de Waddy, Waddy de Woden, Woden de Frithowulf. Nesse ano Ethelbert assumiu o reinado dos cantuarienses, e reinou por cinquenta e três invernos. Nos seus dias, o santo Papa Gregório enviou-nos o batismo. Isso foi no seu trigésimo segundo ano de reinado. E Columba, o padre das missas veio para os Pictos, e ele os converteu para a fé de Cristo. Eles são os habitantes das atracações ao norte. E o seu rei o deu a ilha de Hii, a qual consiste de cinco jeiras, como dizem, onde Columba construiu um monastério. Lá ele foi abade por trinta e dois invernos, e lá ele morreu quando tinha setenta e sete anos de idade. Os seus sucessores ainda têm o lugar. Os Pictos do sul tinham sido batizados há muito tempo pelo Bispo Ninnia, que foi ensinado em Roma. A sua igreja ou monastério fica em Hwiterne, santificado em nome de São Martin, onde ele descansa com muitos homens santos. Agora, portanto, sempre haverá em Hii um abade, e nenhum bispo; e todos os bispos dos escoceses estarão sujeitos a ele; porque Columba era um abade, não um bispo.

565 d. C. – Nesse ano, Columba o presbítero veio até dos escoceses para junto aos britânicos, para instruir os Pictos, e ele construiu um monastério na ilha de Hii.

568 d. C. – Nesse ano Ceawlin, e Cutha, o irmão de Ceawlin, lutaram contra Ethelbert, e o perseguiram até Kent. E eles mataram dois edis em Wimbledon, Oslake e Cnebba.

571 d. C. – Nesse ano Cuthulf lutou com os britânicos em Bedford, e ele tomou quarto cidades, Lenbury, Aylesbury, Benson, e Ensham. E nesse mesmo ano ele morreu.

577 d. C. – Nesse ano Cuthwin e Ceawlin lutaram contra os britânicos, e mataram três reis, Commail, e Condida, e Farinmail, no local que é chamado de Derham, e deles eles tomaram três cidades, Gloucester, Cirencester, e Bath.

583 d. C. – Nesse ano, Mauricius sucedeu ao império dos romanos.

584 d. C. – Nesse ano, Ceawlin e Cutha lutaram contra os britânicos no local chamado de Fretherne. Lá, Cutha foi morto. E Ceawlin tomou muitas cidades, assim como enorme butim e riqueza. Depois, ele se retirou para ficar com seu povo.

588 d. C. – Nesse ano morreu Rei Ella; e Ethelric reinou por cinco anos depois deles.

591 d. C. – Nesse ano houve uma enorme matança de britânicos em Wanborough; Ceawlin foi expulso de seu reino, e Ceolric reinou seis anos.

592 d. C. – Nesse ano, Gregório sucedeu ao papado em Roma.

593 d. C. – Nesse ano morreu Ceawlin, e Cwichelm, e Cryda; e Ethelfrith sucedeu ao reino dos nortúmbrios. Ele era o filho de Ethelric; Ethelric de Ida.

596 d. C. – Nesse ano, o Papa Gregório enviou Agostinho para a Bretanha com muitos monges para pregarem a palavra de Deus ao povo inglês.

597 d. C. – Nesse ano, Ceolwulf começou a reinar sobre os Saxões do Oeste; e ele conquistou e lutou constantemente contra os anglos, ou os galeses, ou os Pictos, ou os escoceses. Ele era o filho de Cutha, Cutha de Cynric, Cynric de Cerdic, Cerdic de Elesa, Elesa de Gewis, Gewis de Wye, Wye de Frewin, Frewin de Frithgar, Frithgar de Brand, Brand de Balday, e Balday de Woden. Nesse ano veio Agostinho e os seus companheiros para a Inglaterra.10

601 d. C. – Nesse ano, Papa Gregório enviou o manto mortuário para o Arcebispo Agostinho na Bretanha, com muitos médicos instruídos para auxiliá-lo. E Bispo Paulinus converteu Edwin, rei dos nortúmbrios, para o batismo.

603 d. C. – Nesse ano, Aeden, o rei dos escoceses, lutou contra os Dalreodis, e com Ethelfrith, rei dos nortúmbrios, em Theakstone; onde ele perdeu quase todo o seu exército. Theobald, irmão de Ethelfrith, também foi morto, junto com toda sua força armada. Depois disso, nenhum dos reis escoceses se atreveu a trazer um exército contra esta nação. Hering, o filho de Hussa, levou o exército para mais longe.

603 d. C. – Nesse ano, Aethan, rei dos escoceses, lutou contra os Dalreodis, e contra Ethelfrith, rei dos nortúmbrios, em Daegsanstane [Dawston?], e eles mataram quase todo o seu exército. Lá Theodbald, irmão de Ethelfrith, foi morto com toda a sua tropa. Desde então, nenhum rei dos escoceses se atreveu a liderar um exército contra esta nação. Hering, o filho de Hussa, levou o inimigo para mais longe.

604 d. C. – Nesse ano Agostinho ordenou dois bispos, Mellitus e Justus. Ele enviou Mellitus para pregar o batismo para os Saxões do Leste. O seu rei se chamava Seabert, filho de Ricola, irmã de Ethelbert, que Ethelbert colocou como rei. Ethelbert também deu o bispado de Londres para Mellitus; e para Justus ele deu o bispado de Rochester, que fica vinte e quarto milhas de Cantuária.

604 d. C. – Nesse ano, Agostinho ordenou dois bispos, Mellitus e Justus. Ele enviou Mellitus para pregar o batismo para os Saxões do Leste, cujo rei era chamado Sebert, filho de Ricole, a irmão de Ethelbert, e quem Ethelbert havia apontado como rei. E Ethelbert deu um bispado em Londres para Mellitus, e para Justus outro de Rochester, que fica vinte e quatro milhas de Cantuária.

606 d. C. – Nesse ano morreu Gregório; mais ou menos dez anos depois de nos ter enviado o batismo. Seu pai era chamado Gordianus, e sua mãe Silvia.

607 d. C. – Nesse ano Ceolwulf lutou contra os Saxões do Sul. E Ethelfrith liderou o seu exército até Chester, e lá ele matou um número incontável de galeses, e assim foi cumprida a profecia de Agostinho, quando ele disse “Se os galeses não desejarem a paz conosco, eles morrerão nas mãos dos Saxões”. Duzentos padres também foram mortos lá11, que haviam ido para lá para rezarem pelo exército de galeses. O seu líder era chamado Brocmail, que conseguiu escapar de lá com quase cinqüenta homens.

611 d. C. – Nesse ano, Cynegils sucedeu ao governo em Wessex, e ele reinou por trinta e um invernos. Cynegils era filho de Ceol, Ceol de Cutha, Cutha de Cynric.

614 d. C. – Nesse ano, Cynegils e Cwichelm lutaram em Bampton, e mataram dois mil e quarenta e seis dos galeses.

616 d. C. – Nesse ano morreu Ethelbert, rei de Kent, o primeiro dos reis ingleses a receber o batismo. Ele era filho de Ermenric. Ele reinou cinqüenta e seis invernos, e seu filho Eadbald o sucedeu. Nesse mesmo ano, tinham passado cinco mil, seiscentos e dezoito anos desde o início do mundo. Esse Eadbald renunciou o seu batismo e viveu de forma pagã, e assim ele tomou como esposa a viúva de seu pai. Então Laurentius, que era o arcebispo em Kent, pensou em partir para o sul, sobre o mar, e abandonar tudo. Mas, no meio da noite, veio até ele o apóstolo Paulo, que o castigou severamente, por pensar em abandonar o rebanho de Deus.12 E ele o mandou ir até o rei e ensiná-lo a fé correta. E assim ele fez, e o rei voltou para a fé correta. Nos dias desse rei, o mesmo Laurentius, arcebispo de Kent depois de Agostinho, partiu dessa vida no dia dois de fevereiro, e foi enterrado perto de Agostinho. Durante a sua vida, o santo Agostinho investiu-o como bispo, com a intenção de a igreja de Cristo, ainda nova na Inglaterra, não ficasse em momento algum após a sua morte sem um arcebispo. Depois dele, Mellitus, o primeiro bispo de Londres, o sucedeu no arcebispado. Naqueles tempos, o povo de Londres, onde Mellitus estava antes, era pagão. E depois de cinco invernos, durante o reinado de Eadbald, Mellitus morreu. Justus, então bispo de Rochester, o sucedeu, e ele ordenou Romanus como bispo.

616 d. C. – Naqueles tempos Laurentius era arcebispo, e com a tremenda tristeza que ele sentia por causa da descrença do rei, ele pensou em abdicar totalmente o seu país e ir além mar. Mas, São Pedro o apóstolo, o advertiu severamente uma noite por pensar em abandonar o rebanho de Deus, e ele o mandou ter coragem e ensinar a verdadeira fé ao rei. E assim ele fez, e o rei voltou para a fé correta. Nos tempos desse mesmo rei, Eadbald, Laurentius morreu. O santo Agostinho, quando ainda saudável, o ordenou bispo, para que a comunidade de Cristo, ainda nova na Inglaterra, não ficasse após a sua morte em nenhum momento sem um arcebispo. Depois dele, Mellitus, anteriormente o Bispo de Londres, o sucedeu ao arcebispado. E dentro de cinco anos após a morte de Laurentius, enquanto Eadbald ainda reinava, Mellitus partiu para Cristo.

617 d. C. – Nesse ano, Ethelfrith, rei dos nortúmbrios, foi morto por Redwald, rei dos Anglos do Leste, e Edwin, filho de Ella, o sucedeu ao reino, subjugou toda a Bretanha, exceto pelos homens de Kent, e expulsou os Ethelings, filhos de Ethelfrith, especificamente, Enfrid, Oswaldo, Oswy, Oslac, Oswood. Oslaf, e Offa.

624 d. C. – Nesse ano morreu o Arcebispo Mellitus.

625 d. C. – Nesse ano, Paulinus foi investido bispo dos nortúmbrios pelo Arcebispo Justus, no décimo Segundo dia antes das calendas de agosto.

625 d. C. – Nesse ano, Arcebispo Justus ordenou Paulinus bispo dos nortúmbrios.

626 d. C. – Nesse ano veio Eamer de Cwichelm, rei dos Saxões do Oeste, com o intento de assassinar o Rei Edwin, mas ele matou Lilla, seu thegn, e Forthere, e feriu o rei. Naquela mesma noite nasceu uma filha para Edwin, chamada de Eanfleda. E o rei prometeu ao Paulinus que ele devotaria a sua filha a Deus, se ele obtesse com a mão de Deus a destruição de seu inimigo, aquele que havia enviado o assassino contra ele. E então ele avançou contra os Saxões do Oeste com um exército, derrubou ali mesmo cinco reis, e muitos de seus homens. Nesse ano, Eanfleda, filha de King Edwin, foi batizado na véspera sagrada do Pentecostes. E dentro de doze meses, o rei foi batizado na Páscoa com todo o seu povo. A Páscoa foi dia doze de abril. Isso aconteceu em York, onde ele havia mandado construir uma igreja de madeira que era abençoada em nome de São Pedro. Lá o rei deu o bispado para Paulinus, e depois mandou ser construída uma igreja maior, de pedra. Nesse ano, Penda começou a reinar, e ele reinou trinta invernos. Ele já tinha visto cinqüenta invernos quando começou a reinar. Penda era filho de Wybba, Wybba de Creoda, Creoda de Cynewald, Cynewald de Cnebba, Cnebba de Icel, Icel de Eomer, Eomer de Angelthew, Angelthew de Offa, Offa de Wearmund, Wearmund de Whitley, Whitley de Woden.

627 d. C. – Nesse ano, Rei Edwin foi batizado na Páscoa, como todo o seu povo, por Paulinus, que também pregou o batismo em Lindsey, onde a primeira pessoa que teve fé foi um certo homem rico, chamado Bleek, e todo o seu povo. Nesse tempo, Honório sucedeu Bonifácio ao papado, e para cá enviou o manto mortuário para Paulinus; e como Arcebispo Justus havia morrido dia dez de novembro, Paulinus consagrou Honório Arcebispo de Cantuária em Lincoln, e Papa Honório enviou o manto mortuário para ele. E ele enviou uma injunção aos escoceses que eles deveriam voltar para a celebração certa da Páscoa.

627 d. C. – Nesse ano, na Páscoa, Paulinus batizou Edwin rei dos nortúmbrios, com o seu povo, e antes disso, no mesmo ano, no Pentecostes, ele havia batizado Eanfled, filha do mesmo rei.

628 d. C. – Nesse ano, Cynegils e Cwichelm lutaram contra Penda em Cirencester, e depois eles lá assinaram um tratado.

632 d. C. – Nesse ano foi batizado Orpwald.

633 d. C. – Nesse ano Rei Edwin foi morto por Cadwalla e Penda, na doca de Hatfield, no dia catorze de outubro. Ele reinou dezessete anos. Seu filho, Osfrid, foi morto com ele. Depois disso, Cadwalla e Penda foram e devastaram todas as terras dos nortúmbrios. Quando Paulinus viu isso, ele pegou Ethelburga, a viúva de Edwin, e foi de navio para Kent. Eadbald e Honório o receberam com honras e deram a ele o bispado de Rochester, onde ele continuou até a sua morte.

634 d. C. – Nesse ano, Osric, batizado por Paulinus, sucedeu ao governo de Deira. Ele era filhos de Elfric, o tio de Edwin. E de Bernícia sucedeu Eanfrith, filho de Ethelfrith. Também nesse ano, Bispo Birinus pregou o batismo pela primeira vez para os Saxões do Oeste, sob o Rei Cynegils. Birinus foi para lá, pelas ordens do Papa Honório, e lá foi bispo até o final de sua vida. Também nesse ano, Oswaldo sucedeu ao governo dos nortúmbrios, e reinou por nove invernos. O nono ano foi designado a ele, em contrapartida ao paganismo daqueles que viviam durante o ano do reinado que separou ele e Edwin.

635 d. C. – Nesse ano, Rei Cynegils foi batizado pelo Bispo Birinus em Dorchester; e Oswaldo, rei dos nortúmbrios, foi o seu padrinho.

636 d. C. – Nesse ano, Rei Cwichelm foi batizado em Dorchester, e ele morreu no mesmo ano. Bispo Félix também pregou aos Anglos do Leste sobre a fé de Cristo.

639 d. C. – Nesse ano, Birinus batizou Rei Cuthred em Dorchester, e o recebeu como seu filho.

640 d. C. – Nesse ano morreu Eadbald, Rei de Kent, após um reinado de vinte e cinco invernos. Ele tinha dois filhos, Ermenred e Erkenbert; e Erkenbert reinou após o seu pai. Ele derrubou todos os ídolos no reino, e foi o primeiro rei inglês a marcar um período de jejum antes da Páscoa. A sua filha se chamava Ercongota – uma santa donzela de um pai ilustre, cuja mãe foi Sexburga, filha de Anna, rei dos Anglos do Leste. Ermenred também teve dois filhos, que depois foram martirizados por Thunnor.

642 d. C. – Nesse ano, Oswaldo, rei dos nortúmbrios, foi morto por Penda, rei dos sulúmbrios, em Mirfield, no dia cinco de agosto, e seu corpo foi enterrado em Bardney. A sua santidade e milagres depois foram mostrados em muitas ocasiões em toda a ilha, e as suas mãos continuam indecompostos em Barnburgh. No mesmo ano em que Oswaldo foi morto, Oswy, seu irmão, sucedeu ao governo dos nortúmbrios, e reinou não menos de trinta anos.

643 d. C. – Nesse ano, Kenwal sucedeu ao trono dos Saxões do Oeste e reinou por trinta e um invernos. Esse Kenwal mandou que a velha igreja em Winchester fosse construída em nome de São Pedro.13 Ele era filho de Cynegils.

644 d. C. – Nesse ano morreu em Rochester no dia dez de outubro Paulinus, o primeiro Arcebispo de York, e depois de Rochester. Ele foi bispo por dezenove invernos, dois meses, e vinte e um dias. Nesse ano, o filho do tio de Oswy (Oswin), filho de Osric, assumiu o governo de Deira, e reinou por sete invernos.

645 d. C. – Nesse ano, Rei Kenwal foi expulso de seu reinado pelo Rei Penda.

646 d. C. – Nesse ano foi batizado Rei Kenwal.

648 d. C. – Nesse ano, Kenwal deu ao seu seu parente Cuthred, três mil jeiras de terra perto de Ashdown. Cuthred era filho de Cwichelm, Cwichelm de Cynegils.

650 d. C. – Nesse ano, Egelbert, de Gália, depois de Birinus o bispo romano, obteve o bispado dos Saxões do Oeste.

650 d. C. – Nesse ano, Birinus, o bispo, morreu e Agilbert, o francês, foi consagrado.

651 d. C. – Nesse ano, Rei Oswin foi morto no vigésimo dia de agosto, e dentro de doze noites depois, morreu o Bispo Aidan, no dia trinta e um de agosto.

652 d. C. – Nesse ano, Kenwal lutou em Bradford no Avon.

653 d. C. – Nesse ano, os Anglos do Meio, sob o edil Peada, receberam a fé correta.

654 d. C. – Nesse ano, Rei Anna foi morto, e Botolph começou a construir aquela igreja de mosteiro em Icanhoe. Nesse ano também morreu Arcebispo Honório, no dia trinta de setembro.

655 d. C. – Nesse ano, Penda foi morto em Wingfield, junto com trinta pessoas reais importantes, entre esses alguns reis. Um desse foi Ethelhere, irmão de Anna, rei dos Anglos do Leste. Depois disso, os mercianos se tornaram Cristãos. Desde o início do mundo, havia passado até agora cinco mil oitocentos e cinqüenta invernos, quando Peada, o filho de Penda, assumiu o governo dos mercianos. No seu tempo, ele se juntou com Oswy, irmão de Rei Oswaldo, e eles disseram que ergueriam uma igreja de mosteiro na glória de Cristo e em honra ao São Pedro. E assim fizeram, e eles a chamaram de Medhamsted, porque há um poço d’água ali, chamado de Meadswell. E eles começaram a parede mestra, e trabalharam daí. Depois eles passaram o trabalho para um monge, chamado de Saxulf. Ele era muito amigo de Deus, e ele também amava muito o povo todo. Ele nasceu nesse mundo um nobre, e rico, e agora ele está muito mais rico com Cristo. Mas, Rei Peada reinou quase nada, pois ele foi traído por sua própria rainha, durante a aleluia. Nesse ano, Itamar, Bispo de Rochester, consagrou Deus-dedit para Cantuária, no dia vinte e seis de março.

656 d. C. – Nesse ano, Peada foi morto, e Wulfhere, filho de Penda, sucedeu ao trono dos mercianos. No seu reinado o mosteiro de Medhamsted, começado pelo seu irmão, ficou muito rico. O rei amava muito ele, pelo amor de seu irmão Peada, e pelo amor de seu irmão adotivo Oswy, e pelo amor do abade Saxulf. Então, ele disse que iria dignificá-lo e honrá-lo pelo conselho de seus irmãos, Ethelred e Merwal; e pelo conselho de suas irmãs, Kyneburga e Kyneswitha; e pelo conselho do arcebispo, que se chamava Deusdedit; e pelo conselho de todos os seus pares do reino, cultos e lascivos, que no seu reino estavam. E assim ele fez. E depois o rei pediu a presença do abade, que ele viesse imediatamente até ele. E assim ele fez. E então disse o rei ao abade: “Bem-amado Saxulf, eu lhe chamei pelo bem de minha própria alma, e eu lhe explicarei com toda clareza o por que. Meu irmão Peada e meu querido amigo Oswy começaram uma igreja de mosteiro, pelo amor de Cristo e de São Pedro: mas, o meu irmão, como assim desejou Cristo, partiu dessa vida. Portanto, eu lhe rogo meu querido amigo, que eles prossigam com toda sinceridade com seu trabalho, e para esse fim eu lhe darei ouro e prata, terras e posses, e tudo que aquilo compete”. E então o abade foi para casa, e começou a trabalhar. E ele foi veloz, como Cristo o permitiu, e assim em poucos anos aquela igreja do mosteiro estava pronta. E quando o rei ouviu esta notícia, ele ficou contente, e pediu aos homens chamarem por toda a nação todos os seus thegns, e o arcebispo e todos os bispos, e os seus condes, e todos aqueles que amavam Deus, que viessem até ele. E ele marcou o dia quando homens santificariam a igreja. E enquanto estavam santificando a igreja, lá estava o rei, Wulfere, e seu irmão Ethelred, e suas irmãs, Kyneburga e Kyneswitha. E a igreja foi santificada pelo Arcebispo Deusdedit de Cantuária; e o Bispo de Rochester, Itamar; e o Bispo de Londres, que se chamava Wina, e o Bispo dos mercianos, cujo nome era Jeruman; e Bispo Tuda. E lá estava Wilfrid, o padre, que depois virou bispo, e vieram também todos os seus thegns que estavam em seu reino. Quando a igreja foi santificada, em nome de São Pedro, e São Paulo, e Santo André, e o rei ficou em pé ante os seus thegns, e em voz alta disse: “Graças ao Senhor nosso Deus por essa veneração que vemos aqui hoje, e nesse dia eu glorificarei Cristo e São Pedro, e rogo que todos vocês confirmem as minhas palavras. Eu, Wulfere, dou hoje para São Pedro, e o Abade Saxulf, e os monges da igreja do mosteiro, essas terras, e essas águas, e esses lagos, e brejos, e barragens, e todas as terras que ali estão, que pertencem ao meu reino, livremente, para que nenhum homem possa lá ter entrada, exceto o abade e os monges. Esse é o presente. De Medhamsted a Northborough; e assim para o local que é chamado Foleys; e assim todos os brejos, reto até Ashdike; e de Ashdike para o local chamado Fethermouth; e assim em linha reta por dez milhas até Ugdike; e assim até Ragwell; e de Ragwell cinco milhas até o rio principal que vai até Elm e até Wisbeach; e assim por em torno de três milhas até Trokenholt; e de Trokenholt reto por todos os brejos até Derworth; que tem vinte milhas de comprimento; e assim até Great Cross; e de Great Cross passando por uma água límpida chamada Bradney; e depois seis milhas até Paxlade; e assim por diante por todos os lagos e todos os brejos que ficam na direção de Huntingdon-port; e os lagos e brejos de Shelfermere e Wittlesey, e todos os outros que por ali estão; com a terra e as casas que estão do lado do leste de Shelfermere; e daí, todos os brejos até Medhamsted; de Medhamsted todos até Welmsford; de Welmsford até Clive; daí até Easton; de Easton até Stamford; de Stamford como corre a água até a antes mencionada Northborough”. Estas são as terras e os brejos que o rei deu para a igreja de São Pedro. E depois disse o rei: “É pequeno – esse presente – mas, eu lego que eles o tenham de forma real e livre, e que de lá não seja tomado nem douração nem empena, mas apenas para os monges. Assim, eu libero essa igreja; que ela seja sujeita somente a Roma, e doravante eu lego que busquemos São Pedro, todos aqueles que até Roma não podem ir”. Durante essas palavras, o abade desejou que ele o concedesse o seu pedido. E o rei concedeu. “Eu tenho aqui (disse ele) alguns bons monges que levariam a sua vida na aposentadoria se soubessem onde. Agora, aqui há uma ilha, que se chama Ankerig; e eu peço que lá possamos construir uma igreja de mosteiro em honra da Santa Maria; que lá possam morar aqueles que levarão a suas vidas em paz e tranqüilidade”. E então respondeu o rei assim: “Querido Saxulf, não apenas isso que você deseja , mas todas as coisas que eu sei que você deseja em honra de nosso Senhor, eu aprovo, e concedo. E eu rogo a ti irmão Ethelred, e às minhas irmãs, Kyneburga e Kyneswitha, a liberação de vossas almas, que sejam testemunhas, e que subscrevam-na com os seus dedos. E eu rezo para que todos que me sucedam, sejam eles meus filhos, meus irmãos, ou reis que me sucederem, que o nosso presente perpetue; que eles sejam participantes da vida eterna, e assim evitem a punição eterna. Que aquele que diminuir o nosso presente, ou o presente de outros homens bons seja diminuído no reino do céu pelo porteiro celeste; e que aqueles que avançarem-no sejam avançados no reino do céu pelo porteiro celeste”. São esses os testemunhos que lá estavam presentes, e que subscreveram-na com os seus dedos na cruz de Cristo, e confirmaram-na com as suas línguas. Primeiro foi o rei, Wulfere, quem confirmou-a com a sua palavra, e que depois escreveu com o seu dedo na cruz de Cristo, dizendo: “Eu, Wulfere, rei, na presença de reis, e de condes, e de capitães, e de thegns, os testemunhos do meu presente, ante o Arcebispo Deusdedit, confirmo-a com a cruz de Cristo”. (+) -- “E eu Oswy, rei dos nortúmbrios, amigo dessa igreja, e do Abade Saxulf, louvo-a com a cruz de Cristo”. (+) -- “E eu, Sighere, rei, ratifico-a com a cruz de Cristo”. (+) -- “E eu, Sibbi, rei, subscrevo-a com a cruz de Cristo”. (+) -- “E eu, Ethelred, irmão do rei, concedo o mesmo com a cruz de Cristo”. (+) -- “E nós, as irmãs do rei, Kyneburga e Kyneswitha, a aprovamos”. -- “E eu, Arcebispo de Cantuária, Deusdedit, ratifico-a”. – E depois, todos os outros que estavam lá com a cruz de Cristo (+) a confirmaram: ou seja, Itamar, Bispo de Rochester; Wina, Bishop de Londres; Jeruman, Bispo dos mercianos; e Tuda, bispo; e Wilfrid, padre, que depois virou bispo; e Eoppa, padre, que foi enviado pelo rei Wulfere para pregar Cristandade na Ilha de Wight; e Saxulf, o abade; e Immine, um edil; e Edbert, edil, e Herefrith, edil, e Wilbert, edil, e Abo, edil; Ethelbald, Brord, Wilbert, Elmund, Frethegis. Esses, e muitos outros que estavam lá presentes, os súditos mais leais do rei, todos a confirmaram. Esta carta régia foi escrita no ano de 664 após o nascimento de Cristo Nosso Senhor, o sétimo ano do Rei Wulfere – o nono ano do Arcebispo Deusdedit. E depois eles rogaram a praga de Deus, e a praga de todos os santos, e de todos os Cristãos, em qualquer pessoa que desfizesse qualquer coisa que foi ali feita. “E assim seja”, disseram todos. “Amém”. Quando isso foi feito, o rei enviou-a para Roma, para o então Papa Vitalianus, pedindo que ele ratificasse com o seu mandado e com a sua benção, todas essas coisas. E o Papa então enviou o seu mandado, dizendo assim: “Eu, Vitalianus, papa, concedo a ti, Rei Wulfere, e Deusdedit, arcebispo, e Abade Saxulf, todas as coisas que desejam. E eu proíbo que qualquer rei, ou qualquer homem tenha ingresso, somente o abade; e ele tampouco será súdito de qualquer homem, exceto o Papa de Roma, e o Arcebispo de Cantuária. Se alguém violar qualquer coisa nessa carta régia, São Pedro o destruirá com a sua espada. E para aquele que a mantiver, São Pedro abrirá com a sua chave o reino do céu”. E foi assim que foi iniciada a igreja de Medhamsted, que depois foi chamada de Peter-borough. Depois disso veio outro arcebispo para Cantuária, chamado de Theodorus; um homem muito bom e sábio; e lá ele manteve o seu sínodo com os seus bispos e com o seu auxiliar. Lá, Wilfrid, Bispo dos mercianos foi destituído de seu bispado; e Saxulf, o abade, foi escolhido bispo para lá; e Cuthbald, monge da mesma igreja, foi escolhido abade. Esse sínodo foi realizado seiscentos e setenta e três invernos após o nascimento de Nosso Senhor.

658 d. C. – Nesse ano, Kenwal lutou contra os galeses em Pen, e perseguiu-os até Parret. Essa batalha foi travada após o seu retorno de Anglia do Leste, onde ele ficou em exílio por três anos. Penda havia expulsado ele para lá, destituindo de seu reino, por ter descartado a sua irmã.

660 d. C. – Nesse ano, Bispo Egelbert partiu de Kenwal; e Wina manteve o bispado por três anos. E Egbert aceitou o bispado de Paris, na Gália, ao longo do Seine.

661 d. C. – Nesse ano, na Páscoa, Kenwal lutou em Pontesbury; e Wulfere, filho de Penda, o perseguiu até Ashdown. Cuthred, o filho de Cwichelm, e Rei Kenbert morreram em um ano. Wulfere, filho de Penda, também penetrou para dentro da Ilha de Wight e transferiu os habitantes para Ethelwald, rei dos Saxões do Sul, porque Wulfere o adotou no batismo. E Eoppa, um padre de missas, sob ordens de Wilfrid e Rei Wulfere, foi o primeiro homem a trazer o batismo para o povo da Ilha de Wight.

664 d. C. – Nesse ano teve eclipse do sol, no dia onze de maio; e Erkenbert, Rei de Kent, morreu, e Egbert, seu filho, o sucedeu ao trono. Colman voltou para o seu país nesse ano com todos os seus companheiros. Nesse mesmo ano teve uma grande praga na ilha de Bretanha que matou Bispo Tuda, que foi enterrado em Wayleigh - Chad e Wilferth foram consagrados – E Arcebispo Deusdedit morreu.

667 d. C. – Nesse ano, Oswy e Egbert enviou Wighard, um padre, até Roma, para ser consagrado Arcebispo de Cantuária; mas, ele morreu assim que ele voltou de lá.

667 d. C. – Nesse ano, Wighard foi para Roma, sendo enviado pelo Rei Oswy e Egbert.

668 d. C. – Nesse ano, Teodoro foi consagrado arcebispo e enviado para Bretanha.

669 d. C. – Nesse ano, Rei Egbert deu Reculver para Bass, um padre, para lá construir uma igreja de mosteiro.

670 d. C. – Nesse ano morreu Oswy, Rei de Nortúmbria, no décimo quinto dia antes das calendas de março, e Egferth, seu filho o sucedeu. Lothere, o sobrinho do Bispo Egelbert, sucedeu ao bispado sobre as terras dos Saxões do Oeste e manteve-o por sete anos. Ele foi consagrado pelo Arcebispo Teodoro. Oswy era o filho de Ethelfrith, Ethelfrith de Ethelric, Ethelric de Ida, Ida de Eoppa.

671 d. C. – Nesse ano aconteceu a grande destruição entre as aves.

672 d. C. – Nesse ano morreu Rei Cenwal; e Sexburga, a sua rainha governou por um ano depois dele.

673 d. C. – Nesse ano morreu Egbert, Rei de Kent; e no mesmo ano teve um sínodo em Hertford; e Sta. Etheldritha começou o monastério em Ely.

674 d. C. – Nesse ano, Escwin sucedeu ao reino de Wessex. Ele era filho de Cenfus, Cenfus de Cenferth, Cenferth de Cuthgils, Cuthgils de Ceolwulf, Ceolwulf de Cynric, Cynric de Cerdic.

675 d. C. – Nesse ano, Wulfere, o filho de Penda, e Escwin, o filho de Cenfus, lutaram em Bedwin. Nesse mesmo ano morreu Wulfere, e Ethelred o sucedeu ao governo. Nesse tempo ele enviou o Bispo Wilfrid para Roma, para o Papa então chamado de Ágato, e ele o contou em palavras e por carta como os seus irmãos Peada e Wulfere, e o Abade Saxulf haviam construído uma igreja de mosteiro chamada de Medhamsted, e que eles haviam liberado-a de rei e de bispo de todo e qualquer serviço, e ele buscou a sua confirmação por escrito e com a sua benção. E o Papa então enviou a sua ordem para Inglaterra, dizendo: “Eu Agato, Papa de Roma, saudo o digno Ethelred, rei dos mercianos, e o Arcebispo Teodoro de Cantuária, e Saxulf, bispo dos mercianos, que antes foi abade, e todos os abades que estão na Inglaterra; a saudação de Deus e a minha benção. Eu ouvi a petição do Rei Ethelred, e do Arcebispo Teodoro, e do Bispo Saxulf, e do Abade Cuthbald. E eu assim lego, que isso, em todas as maneiras seja como disseram. E eu ordeno, em nome de Deus, e de São Pedro, e de todos os santos, e de cada cabeça encapuzada, que nem rei, nem bispo, nem conde, nem qualquer homem que seja, tem qualquer direito, ou empena, ou adorno, ou imposto, ou qualquer serviço de qualquer tipo da abadia de Medhamsted. Eu também ordeno que nenhum bispo de condado tenha a coragem de realizar uma ordenação ou uma consagração nesta abadia, exceto se o abade rogar o mesmo, e tampouco tenha qualquer reivindicação de procuradores, ou de sínodos, ou de qualquer outra coisa. E eu lego que o abade seja mantido como o nuncio de Roma sobre toda aquela ilha, e que o abade que lá for escolhido pelos monges seja consagrado pelo Arcesbispo de Cantuária. Eu lego, e eu decreto que qualquer homem que possa ter feito juramento de ir à Roma, e que não consegue cumpri-lo, seja for enfermidade, ou seja pela necessidade de seu amo, ou por causa de pobreza, e qualquer outra necessidade de qualquer tipo, proibindo-o de vir até aqui, se ele for da Inglaterra, ou qualquer outra ilha que seja, ele poderá ir até aquela igreja de mosteiro de Medhamsted, e ele terá o mesmo perdão de Cristo e São Pedro, e do abade, e dos monges, que ele teria tido se tivesse vindo até Roma. Agora, eu peço a ti, irmão Teodoro, que tu permitas que seja proclamado por toda a Inglaterra, que um sínodo seja reunido, e que esta ordem seja lida e observada. Eu também lhe digo, Bispo Saxulf, como hás desejado, que a igreja seja livre, e assim eu lhe proíbo, e proíbo a todos os bispos que lhe sucederem, de Cristo e de todos os seus santos, que tu não tem nenhuma demanda daquela igreja, exceto aquele que o abade legar. E agora eu direi em uma palavra que aquele que manter essa ordem e esse decreto, ele sempre viverá com Deus Nosso Senhor no reino do céu. E aquele que violá-la, esse será excomungado, e arremessado para junto de Judas, e com os diabos no inferno, a não ser que ele busque contrição. Amém”! Essa ordem foi enviada pelo Papa Agato, e cento de vinte cinco bispos, por Wifrid, o Arcebispo de York, para Inglaterra. Isso foi feito no ano de 680 após o Nascimento de Nosso Senhor, e o sexto ano de Rei Ethelred. E então o rei ordenou que o Arcebispo Teodoro designasse o general Wittenmoot para um local chamado Hatfield. Quando lá estavam reunidos, então ele permitiu que a carta que o papa havia enviado fosse lida, e todos a ratificaram e a confirmaram. Então disse o rei: “Todas as coisas que meu irmão Peada, e meu irmão Wulfere, e minhas irmãs, Kyneburga e Kyneswitha, deram e concederam para São Pedro e o abade, essas coisas eu lego que se mantêm; e nos meus dias, eu as aumentarei, para as suas almas e para minha alma. Agora dou eu nesse dia ao São Pedro nessa igreja de Medhamsted, essas terras, e tudo que nelas tiver; isto é, Bredon, Repings, Cadney, Swineshead, Hanbury, Lodeshall, Scuffanhall, Cosford, Stratford, Wattleburn, Lushgard, Ilha de Ethelhund, Bardney. Essas terras eu dou para São Pedro com a mesma liberdade como se fossem minhas, e assim, que nenhum de meus sucessores tirem algo de lá. Pois aquele que tirar, terá ele a maldição do Papa de Roma, e a maldição de todos os bispos, e de todos aqueles que são testemunhas aqui. E isso eu confirmo com o sinal de Cristo”. (+) “Eu Teodoro, Arcebispo de Cantuária, sou testemunha dessa carta régia de Medhamsted; e eu a ratifico com a minha mão, e eu excomungo todos que violarem qualquer item dela, e eu abençôo todos que a manterem”. (+) “Eu Wilfrid, Arcebispo de York, sou testemunha dessa carta régia; e eu ratifico essa mesma praga”. (+) “Eu Saxulf, o primeiro abade, e agora bispo, também rogo a minha praga e de todos os meus sucessores, para aqueles que a violarem”. “Eu Ostritha, rainha de Ethelred, a confirmo”. “Eu Adrian, a lego, e a ratifico”. “Eu Putta, Bispo de Rochester, subscrevo-a”. “Eu Waldhere, Bispo de Londres, confirmo-a”. “Eu Cuthbald, abade, ratifico-a; e assim, quem a violar, ele terá a maldição de todos os bispos de todos os Cristãos. Amém”.

676 d. C. – Nesse ano, em que Hedda sucedeu ao seu bispado, Escwin morreu; e Centwin obteve o governo dos Saxões do Oeste. Centwin era filho de Cynegils, Cynegils de Ceolwulf. Ethelred, rei dos mercianos, nesse meio tempo, devastou a terra de Kent.

678 d. C. – Nesse ano apareceu a estrela cometa em agosto, e ela brilhou todas as manhãs durante três meses, como raio de sol. Bispo Wilfrid foi expulso de seu bispado pelo Rei Everth, dois bispos foram consagrados em seu lugar, Bosa para os Deirianos, e Eata para os Bernicianos. Mais o menos na mesma época, Eadhed foi consagrado bispo sobre o povo de Lindsey, sendo o primeiro naquela área.

679 d. C. – Nesse ano, Elwin foi morto perto do Rio Trent, no local onde Everth e Ethelred lutaram. Nesse ano também morreu Santa Etheldritha; e o monastério de Coldingiham foi destruído por um incêndio do céu.

680 d. C. – Nesse ano, Arcebispo Teodoro chamou um sínodo em Hatfield porque ele desejava retificar a fé de Cristo, e no mesmo ano morreu Hilda, a Abadessa de Whitby.

681 d. C. – Nesse ano, Trumbert foi consagrado Bispo de Hexham, e Trumwin bispo dos Pictos; pois, nessa época eles estavam sujeitos a esse país. Nesse ano também, Centwin perseguiu os britânicos até o mar.

684 d. C. – Nessa ano, Everth enviou um exército contra os escoceses, sob o comando de seu edil, Bright, que lamentavelmente pilhou e queimou as igrejas de Deus.

685 d. C. – Nesse ano, Rei Everth ordenou Cuthbert a ser consagrado bispo, e Arcebispo Teodoro, no primeiro dia da Páscoa o consagrou Bispo de Hexham em York; pois Trumbert tinha sido destituído daquele bispado. Naquele mesmo ano, Everth foi morto perto do Mar do Norte, e um grande exército com ele, no décimo terceiro dia antes das calendas de junho. Ele continuou rei por quinze invernos, e o seu irmão Elfrith o sucedeu ao governo. Everth era filho de Oswy. Oswy de Ethelferth, Ethelferth de Ethelric, Ethelric de Ida, Ida de Eoppa. Mais ou menos nessa época, Ceadwall começou a lutar por um reino. Ceadwall era filho de Kenbert, Kenbert de Chad, Chad de Cutha, Cutha de Ceawlin, Ceawlin de Cynric, Cynric de Cerdic. Mull, que depois foi entregue às chamas em Kent, era irmão de Ceadwall. No mesmo ano morreu Lothhere, Rei de Kent; e John foi consagrado Bispo de Hexham, onde ele permaneceu até Wilferth ser devolvido, quando John foi levado para York com a morte do Bispo Bosa. Wilferth seu padre depois foi consagrado Bispo de York, e John se retirou para o seu monastério na mata de Delta.14 Nesse ano na Bretanha teve uma chuva sangrenta, e o leite e a manteiga viraram sangue.

685 d. C. – Nesse mesmo ano Cuthbert foi consagrado Bispo de Hexham pelo Arcebispo Teodoro em York, porque o Bispo Tumbert tinha sido expulso de seu bispado.

686 d. C. – Nesse ano, Ceadwall e seu irmão Mull espalharam devastação em Kent e na Ilha de Wight. Esse mesmo Ceadwall deu Hook, localizado em uma ilha chamada Egborough para a igreja de São Pedro em Medhamsted. Nesse período, Egbald era abade, o terceiro depois de Saxulf, e Teodoro era arcebispo em Kent.

687 d. C. – Nesse ano, Mull foi entregue às chamas em Kent, e outros doze homens com ele. Depois disso, no mesmo ano, Ceadwall devastou o reino de Kent.

688 d. C. – Nesse ano, Ceadwall fui à Roma e foi batizado pelo Papa Sergius, que o deu o nome de Pedro, mas sete noites depois, no décimo segundo dia antes das calendas de maio, ele morreu nas suas roupas de carmesim, e foi enterrado na igreja de São Pedro. Ina o sucedeu ao reino de Wessex, e ele reinou por trinta e sete invernos. Ele fundou o monastério de Glastonbury; e depois ele foi para Roma, e lá continuou até o fim de sua vida. Ina era o filho de Cenred, Cenred de Ceolwald; Ceolwald era o irmão de Cynegils; e ambos eram filhos de Cuthwin, que era filho de Ceawlin; Ceawlin era filho de Cynric, e Cynric de Cerdic.

688 d. C. – Nesse ano Rei Caedwalla foi para Roma e foi batizado pelo Papa Sergius, e ele o deu o nome de Pedro, e em torno de sete dias depois, no décimo segundo dia antes das calendas de maio, enquanto ainda vestia as suas roupas de batismo, ele morreu, e ele foi enterrado na igreja de São Pedro. E Ina o sucedeu ao reino dos Saxões do Oeste depois dele, e ele reinou vinte e sete anos.

690 d. C. – Nesse ano, Arcebispo Teodoro, que tinha sido bispo há vinte e dois invernos, partiu dessa vida, e ele foi enterrado na cidade de Cantuária.15 Bertwald, que antes disso era o abade de Reculver, o sucedeu ao bispado nas calendas de julho, que antes disso era preenchido por bispos provenientes de Roma, mas doravante com ingleses. E depois havia dois reis em Kent, Wihtred e Webherd.

693 d. C. – Nesse ano, Bertwald foi consagrado arcebispo por Godwin, bispo dos gauleses, no quinto de antes das nonas de julho, por volta do tempo em que Gifmund, o Bispo de Rochester, morreu, e Arecbispo Bertwald consagrou Tobias no seu lugar. Nesse ano, Dryhtelm também partiu desse mundo.16

694 d. C. – Nesse ano o povo de Kent fez um pacto com Ina e deram a ele 30.000 libras em amizade por terem queimado o seu irmão Mull. Wihtred, que sucedeu ao reino de Kent, e lá reinou por trinta e três invernos, era o filho de Egbert, Egbert de Erkenbert, Erkenbert de Eadbald, Eadbald de Ethelbert. E assim que virou rei, ele ordenou um grande conselho para se reunir em um local que é chamado de Bapchild, onde presidia Wihtred, Rei de Kent, o Arcebispo de Cantuária, Brihtwald, e Bispo Tobias de Rochester; e com ele foram reunidos abades e abadessas, e muitos sábios, todos para consultar sobre a vantagem das igrejas de Deus que estão em Kent. E agora o rei começou a falar, e ele disse, “Eu lego que todas as igrejas de mosteiro e as igrejas que foram dadas e legadas para louvar Deus nos dias dos reis crentes, os meus predecessores, e nos dias de meus relacionamentos com Rei Ethelbert e daqueles que o seguiram, continuarão assim, para louvar Deus, e ficarão assim para sempre. Pois eu, Wihtred, rei terrestre, urgido adiante pelo rei dos céus, e com o espírito do honrado temperado, aprendemos isso de nossos progenitores, que nenhum leigo terá qualquer direito de possuir por conta própria, qualquer igreja, ou qualquer das coisas que pertencem à igreja. E, portanto, com força e com a verdade, nós estabelecemos e decretamos, em nome de Nosso Senhor, e de todos os santos, que proibimos que qualquer rei que suceder ao trono, e edil, e homem de lei, de ter qualquer senhoria sobre igrejas, e sobre seus pertences, os quais eu ou os meus antepassados temos dado como herança perpétua para a glória de Cristo e de Nossa Senhora Maria, e os santos apóstolos. E veja! Quando acontece que bispo, ou abade, ou abadessa, partem dessa vida, que seja falado para o arcebispo que com seu conselho e sua injunção escolherá alguém digno. E a vida daquele escolhido para algo tão sagrado, que o arcebispo examine por pureza, e que de forma alguma seja escolhido alguém, ou seja, consagrada alguém a algo tão sagrado sem o conselho do arcebispo. Reis apontarão condes, e edis, xerifes, e juizes, mas o arcebispo consultará e sustentará o rebanho de Deus: bispos, e abades, e abadessas, e padres, e diáconos, ele escolherá e apontará, e também santificará e confirmará com bons preceitos e exemplo, para que nenhum do rebanho de Deus de extravie e morra”.

697 d. C. – Nesse ano, os sulúmbrios mataram Ostritha, rainha de Ethelred, irmã de Everth.

699 d. C. – Nesse ano os Pictos mataram Edil Burt.

702 d. C. – Nesse ano, Kenred assumiu o governo dos sulúmbrianos.

703 d. C. – Nesse ano morreu Bispo Hedda, depois de ocupar o bispado de Winchester por vinte e sete invernos.

704 d. C. – Nesse ano, Ethelred, filho de Penda, Rei de Mercia, entrou em vida monástica, após reinar vinte e nove invernos, e Cenred o sucedeu ao governo.

705 d. C. – Nesse ano morreu Ealdferth, rei dos nortúmbrios, no décimo nono dia antes das calendas de Janeiro, em Driffield; e foi sucedido por seu filho Osred. Bispo Saxulf também morreu no mesmo ano.

709 d. C. – Nesse ano morreu Aldhelm, que era bispo de Westwood. A terra dos Saxões do Oeste foi dividida em dois bispados nos primeiros dias do Bispo Daniel, que ocupou um enquanto que Aldhelm ocupou o outro. Antes disso, era só um. Forthere sucedeu ao Aldhelm; e Ceolred sucedeu ao reino de Mércia. E Cenred foi para Roma Rome; e Offa com ele. E Cenred ficou lá até o fim de sua vida. No mesmo ano morreu Bispo Wilferth, em Oundle, mas o seu corpo foi levado para Ripon. Ele era o bispo que Rei Everth compeliu a ir para Roma.

710 d. C. – Nesse ano, Acca, padre de Wilferth, sucedeu ao bispado que Wilferth antes deixou; e Edil Bertfrith lutou com os Pictos entre Heugh e Carau. Ina também, e Num, seu parente, lutaram contra Grant, rei dos galeses, e no mesmo ano Hibbald foi morto.

714 d. C. – Nesse ano morreu Guthlac o sagrado, e o Rei Pepin.

715 d. C. – Nesse ano Ina e Ceolred lutaram em Wanborough17; e Rei Dagoberto partiram dessa vida.

716 d. C. – Nesse ano, Osred, rei dos nortúmbrios, foi morto perto das fronteiras ao sul. Ele reinou por onze invernos depois de Ealdferth. Cenred então sucedeu ao governo, e ocupou o trono por dois anos, depois Osric, que o ocupou onze anos. Nesse mesmo ano morreu Ceolred, rei dos mercianos. Seu corpo jaz em Lichfield; mas o de Ethelred, o filho de Penda, em Bardney. Ethelbald então sucedeu ao reino de Mércia e o ocupou por quarenta e um invernos. Ethelbald era filho de Alwy, Alwy de Eawa, Eawa de Webba, cuja genealogia já está escrita. O venerável Egbert nessa época converteu os monges de Iona para a fé correta, no regulamento da Páscoa, e a tonsura eclesiástica.

718 d. C. – Nesse ano morreu Ingild, o irmão de Ina. Cwenburga e Cuthburga eram as irmãs. Cuthburga ergueu o monastério de Wimburn; e, embora dado no casamento para Ealdferth, Rei da Nortúmbria, eles se separaram durante as suas vidas.

721 d. C. – Nesse ano, Bispo Daniel foi à Roma, e no mesmo ano Ina matou Cynewulf, o príncipe. Nesse ano também morreu o santo Bispo John, que foi bispo por trinta e três anos e oito meses e treze dias. O seu corpo agora jaz em Beverley.

722 d. C. – Nesse ano a Rainha Ethelburga destruiu Taunton, construído anteriormente por Ina; Ealdbert entrou em exílio vil em Surrey e Sussex; e Ina lutou contra os Saxões do Sul.

725 d. C. – Nesse ano morreu Wihtred, Rei de Kent, no nono dia antes das calendas de maio, após um reinado de trinta e dois invernos. A sua árvore está acima, e ele foi sucedido por Eadbert. Nesse ano, Ina também lutou contra os Saxões do Sul, e matou Ealdbert, o príncipe, que ele havia afugentado antes para o exílio.

727 d. C. – Nesse ano morreu Tobias, Bispo de Rochester, e o Arcebispo Bertwald consagrou Aldulf bispo no seu lugar.

728 d. C. – Nesse ano18 Ina foi à Roma e lá morreu. Ele foi sucedido no reino de Wessex por Ethelhard, seu parente, que o ocupou por catorze anos; mas, ele lutou esse mesmo ano contra Oswaldo o príncipe. Oswaldo era filho de Ethelbald, Ethelbald de Cynebald, Cynebald de Cuthwin, Cuthwin de Ceawlin.

729 d. C. – Nesse ano apareceu a estrela cometa, e Santo Egbert morreu em Iona. Nesse ano também morreu o príncipe Oswaldo, e Osric foi morto, que tinha sido rei de Nortúmbria por onze invernos. Ceolwulf sucedeu ao reinado e o ocupou por oito anos. Ceolwulf era filho de Cutha, Cutha de Cuthwin, Cuthwin de Leodwald, Leodwald de Egwald, Egwald de Ealdhelm, Ealdhelm de Occa, Occa de Ida, Ida de Eoppa. Arcebispo Bertwald morreu nesse ano nos idos de Janeiro. Ele foi bispo por trinta e sete invernos, e seis meses, e catorze dias. No mesmo ano, Tatwine, que antes foi padre em Bredon na Mércia, foi consagrado arcebispo por Daniel Bispo de Winchester, Ingwald Bispo de Londres, Aldwin Bispo de Lichfield, e Aldulf Bispo de Rochester, no décimo dia de junho. Ele foi arcebispo por três anos.

729 d. C. – E no mesmo ano morreu Osric. Ele foi rei por onze anos, depois Ceolwulf o sucedeu ao reino, e o ocupou por oito anos.

733 d. C. – Nesse ano, Ethelbald tomou Somerton; teve um eclipse do sol, e Acca foi expulso de seu bispado.

734 d. C. – Nesse ano a lua ficou como se coberta de sangue, e Arcebispo Tatwine e Bede partiram dessa vida, e Egbert foi consagrado bispo.

735 d. C. – Nesse ano Bispo Egbert recebeu o manto mortuário em Roma.

736 d. C. – Nesse ano, Arcebispo Nothelm recebeu o manto mortuário do bispo dos romanos.

737 d. C. – Nesse ano, Bispo Forthere e Rainha Frithogitha foram à Roma; e Rei Ceolwulf recebeu a tonsura clerical dando o seu reino para Edbert, filho de seu tio: que reinou vinte e um invernos. Bispo Ethelwold e Acca morreram nesse ano, e Cynewulf foi consagrado bispo. Também nesse ano, Ethelbald devastou a terra dos nortúmbrios.

738 d. C. – Nesse ano, Eadbery, filho de Eata o filho de Leodwald, sucedeu ao reino nortúmbrio, e o ocupou por vinte e um invernos. Arcebispo Egbert, filho de Eata, era o seu irmão. Ambos jazem sob um pórtico na cidade de York.

740 d. C. – Nesse ano morreu Rei Ethelhard; e Cuthred, seu parente, o sucedeu ao reino dos Saxões do Oeste que ele ocupou por catorze invernos, durante os quais ele travou muitas batalhas duras contra Ethelbald, rei dos mercianos. Com a morte do Arcebispo Nothelm, Cuthbert foi consgrado arcebispo, e Dunn, Bispo de Rochester. Nesse ano York foi incendiada.

742 d. C. – Nesse ano, teve um grande sínodo reunido em Cliff's-Hoo; e para lá foi Ethelbald, rei de Mércia, com Arcebispo Cuthbert, e muitos outros sábios.

743 d. C. – Nesse ano, Ethelbald, rei de Mércia, e Cuthred, rei dos Saxões do Oeste, lutou contra os galeses.

744 d. C. – Nesse ano, Daniel renunciou ao bispado de Winchester, para o qual Hunferth foi promovido. As estrelas dardejavam, e Wilferth o mais jovem, que por trinta invernos foi Bispo de York, morreu no terceiro dia antes das calendas de maio.

745 d. C. – Nesse ano morreu Daniel. Quarenta e três invernos haviam passado desde que ele recebeu a função episcopal.

746 d. C. – Nesse ano foi morto Rei King Selred.

748 d. C. – Nesse ano foi morto Cynric, príncipe dos Saxões do Oeste, Edbert, Rei de Kent, morreu; e Ethelbert, filho do Rei Wihtred, sucedeu ao trono.

Notas

1. Esta introdução (até An. I) foi impressa pela primeira vez por Gibson no Manuscrito Laud. Posteriormente, foi corrigida apenas mediante uma colação de dois manuscritos adicionais no Museu Britânico, o Cotton Tiberius B lv. e o Domitianus A, viii. Alguns defeitos também foram aqui corrigidos. As matérias dessa parte podem ser encontradas em Plínio, Solinus, Orósio, Gildas e Beda. A medição da ilha, embora imprecisa, é das melhores da época, e durante muito tempo foi seguida por historiadores.

2. Seguindo o Ms. Laud, de seis Gibson colocou cinco, ao unir britânicos e galeses em uma só tribo.

3.De tractu Armoricano – Beda, Ecclesiastical History, i. I. A palavra “Armênia” surge poucas vezes em Beda, e talvez tenha sido inadvertidamente escrita pelo compilador saxão na “Crônica”, ao invés de Armórica.

4. Em caso de uma seqüência disputada, “Ubi res veniret in dabium,” etc. – Beda, Ecclesiastical History, i. I.

5. Reoda, ou Reada (Aelfrido), Reuda (Beda), ou ainda Hunt. Talvez tenha sido originalmente Reutha ou Reotha.

6. Os escritores que mencionam essa descoberta da santa cruz, de Helena, mãe de Constantino, discordam tanto em suas cronologias que é uma vã tentativa reconciliá-las à verdade, ou mesmo a si mesmas. Isso e os outros avisos de assuntos eclesiásticos sejam eles latinos ou saxões, do ano 190 ao ano 380 do Manuscrito Laud, e 381 da Crônica impressa, podem ser considerados seguramente como interpolações, provavelmente posteriores à conquista normanda.

7. Isso não deve ser considerado de forma rígida, pois a palavra ouro pode estar sendo usada como um termo geral por dinheiro ou moeda de qualquer tipo; grandes quantidades do qual, é bem conhecido, foram encontradas em tempos diferentes, e em muitos locais diferentes, nesta ilha, não apenas de ouro, mas de prata, bronze, e cobre, etc.

8. Uma lenda interpolada da Gesta Pontificum, repetida por Bede, Florence, Matth. West., Fordun, e outros. Dizem que a cabeça foi levada para Edessa.

9. Somente daqueles chamados de “Benedictines” por ele. Mas, o compilador do Manuscrito Cotton, provavelmente um monge daquela ordem, parece não admitir qualquer outra. Matthew de Westminster coloca a sua morte em 536.

10. Para um relato interessante e detalhado da chegada de Agostinho e seus companheiros na Ilha de Thanet, de sua entrada em Cantuária e sua recepção na Inglaterra, ver Beda, Hist. Eccles. i, 25, e os seguintes capítulos, com a tradução feita para o saxão de Rei Alfred. Os historiadores que o sucederam, em geral repetiram as palavras de Beda.

11. Talvez, originalmente tenha sido usado ICC nos Manuscritos, abreviação para 1200, que seria o número de mortos em Beda. Acredita-se que o número total de monges em Bangor tenha sido 2100, a maioria, pelo que parece, estava rezando na ocasião, e somente 50 conseguiram escapar. Veja Beda, Hist. Eccles. ii, 2, e todos os historiadores latinos que o copiam posteriormente.

12. Literalmente, “sacudindo, ou açoitando-o”. Beda e Alfredo começam registrando a questão como uma visão, ou um sonho, onde a transição é fácil para banal, como afirmado aqui pelos interpoladores normandos das Crônicas Saxônias.

13. Esse epíteto parece ter sido inserido em algumas cópias da Crônica Saxônia no início do século X, para distinguir a igreja “velha” ou do mosteiro em Winchester, da “nova”, consagrada em 903.

14. Igreja de Mosteiro Beverley, em Yorkshire.

15. Ele era um nativo de Tarsus em Cilícia, local de nascimento de São Paulo.

16. Esse aviso breve de Dryhtelm, para o qual eu vejo o nome escrito em Cotton Tiberius B iv é totalmente ininteligível sem uma referência à Hist. Ecles., de Beda (v, 12), onde um relato curioso pode ser encontrado, relato esse copiado por Matthew de Westminster, em 699.

17. Wothnesbeorhge, Ethelw.; Wonsdike, Malmsb.; Wonebirih, H. Hunt; Wodnesbeorh, Flor.; Wodnesbirch, M. West. Portanto, não há nenhuma razão em transferir a cena de ação para Woodbridge, como alguns erroneamente supuseram.

18. O estabelecimento da “escola inglesa” em Roma foi atribuído a Ina; um relato completo da qual, e da origem de “Romescot” ou “Peter-pence” para apoiá-lo, pode ser encontrado em Matthew de Westminster.